Seguros > Responsabilidade Civil > RESPONSABILIDADE CIVIL MÉDICOS E DENTISTAS

O Seguro de Responsabilidade Civil Médicos proteje sua carreira e empresa assim como você proteje seus pacientes.

Focado para os profissionais da saúde, o Seguro de Responsabilidade Civil para Médicos e Dentistas garante segurança ao seu patrimônio financeiro, material e de reputação mediante possíveis eventualidades nos seus serviços prestado.

O que é Responsabilidade Civil?

A Responsabilidade Civil de qualquer profissional liberal ou prestador de serviços é a obrigação que a mesmo tem de indenizar os danos materiais, morais e de reputação que possam vir causar a um terceiro, em virtude de suas ações e atividades.

De acordo com o Novo Código Civil e também o Código de Defesa do Consumidor, se um atendimento realizado pelo médico ou dentista seja considerado “erro médico” e seu paciente faça um pedido de indenização, mesmo que injustificado, o profissional terá que realizar sua defesa legal. E nessa hora, o seguro é indispensável.

A Proteção do Patrimônio.

Este seguro oferece garantia e tranquilidade para o exercício de sua atuação profissional, e ainda cobre as seguintes condições básicas:
• Assegura cobertura de acordos ou despesas de defesa
• Assegura a indenização do dano ao terceiro prejudicado
• Substitue o patrimônio do segurado na reparação de danos involuntários (quando houver) causado a seus clientes

E quais os benefícios?

• Baixo custo na contratação do seguro
• Protege seu patrimônio
• Preserva sua imagem e carreira profissional
• Cobre falsas reclamações ou sem fundamento

Diárias de Paralisação ou Lucro Cessante

O Seguro de Vida e SERIT é um seguro de vida para garantir a proteção que você precisa e estabilidade financeira para você e sua família. Em caso de algum acidente ou emergência, você contará com todo o amparo necessário.

Coberturas Básicas:

• Morte – Em caso de morte do segurado, seja natural ou acidental, garante ao beneficiário, o pagamento do capital contratado.
• SERIT – Seguro de Renda por Incapacidade Temporária
• IEA – Indenização por Acidente
• IPA – Invalidez total ou parcial Por Acidente
• IPDF – Invalidez Permanente por Doença Funcional

Tem alguma dúvida? Veja as respostas para as perguntas frequentes.

É destinado especialmente aos médicos e dentistas cuja renda depende efetivamente da sua atividade funcional, e que em caso de um eventual afastamento de suas atividades, sua renda fique comprometida.
Nessa modalidade, a seguradora garante a renda temporária caso precise se afastar do trabalho por conta de uma doença ou acidente,bastando apenas a comprovação por meio de laudo ou prescrição médica.
Durante a contratação, se tem total autonomia na hora de definir o valor da cobertura, calculado a partir da idade e de sua renda atual.
O pagamento ao segurado é limitado ao valor que o profissional contratar junto à seguradora.

Existe uma carência de 60 dias caso o afastamento seja em caso de doença e zero em caso de acidente. Este tempo é contado a partir do pagamento da primeira parcela.

Apenas acima de R$20 mil, é necessário comprovar através de decore, holerite, declaração oficial de imposto de renda ou extrato bancário dos últimos 3 meses.

As coberturas básicas do seguro são:

♦ Despesas de defesa em ações judiciais, cíveis, criminais e processos administrativos.
♦ Acordo judicial ou extrajudicial, aprovados pela seguradora.
♦ Indenização por condenação judicial.
♦ Danos à reputação (gerenciamento de crise).

Honorários de advogados, bem como suas despesas relativas a condução e possíveis hospedagens, depósitos recursais, fianças, perícias e sucumbências.

Essas coberturas são válidas mesmo que a demanda seja falsa ou sem fundamento e mesmo no caso de você ganhar a demanda em todas as instâncias.

No caso do judiciário entender que o profissional foi responsável pelo dano reclamado, determinando sua indenização, a seguradora realizará o pagamento ao reclamante. O valor pago será limitado ao valor contratado na apólice.

Sim. É possível a celebração de um acordo judicial ou extra judicial, o que evita transtornos e custos desnecessários. Esse acordo terá sempre de ser autorizado, antecipadamente, pela seguradora.

Sim. Existem coberturas acessórias e complementares que podem cobrir demandas sobre:

♦ Omissão de socorro.
♦ Infecção hospitalar.
♦ Calúnia, injúria e difamação.
♦ Custas emergências e despesas complementares.
♦ Chefia de equipe ou direção médica.
♦ A PJ que é utilizada em sua atuação profissional

Qualquer reclamação (judicial ou não) ou mesmo qualquer situação que o segurado entenda que exista a possibilidade de uma reclamação no futuro deve ser imediatamente comunicada à sua corretora e a sua seguradora.

Esta comunicação deve ser feita, por email, relatando o ocorrido, informando a data do erro, uma descrição do que foi o erro, o nome do terceiro envolvido, bem como os documentos disponíveis. Nós enviaremos para a seguradora que avaliará preliminarmente e solicitará, se necessário, documentos adicionais e definirá em conjunto com o cliente a melhor estratégia de regulação do sinistro (acordo ou defesa em juízo).

Após a entrega de todos os documentos solicitados, em até 30 dias úteis.

Não é obrigatório. O ideal é a abertura do sinistro assim que ocorrer, ou até mesmo notificar uma possibilidade de sinistro. Mas fica na responsabilidade do segurado a decisão de informar ao juíz ou não.

Procedimentos cirúrgicos seguem o fluxograma de abrir, tratar e fechar um tecido. Procedimentos invasivos são aqueles de incisão (normalmente subcutânea). Para fins de aceitação do seguro, suturas, punções, biópsias, endoscopia e procedimentos de menor complexidade NÃO são considerados cirurgia.

Não. São considerados procedimentos cirúrgicos aqueles que normalmente seguem o fluxograma: anestesiar, abrir, tratar e fechar tecidos. Procedimentos mais simples, em que uma incisão ou tratamentos a laser resolvem, são considerados invasivos, mas não cirúrgicos.

♦ SEM PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS – Voltado para os segurados que fazem exames, atendimento em consultório, prescrição de remédios, tratamentos e atividades similares.

♦ CIRURGIÕES (EXCETO PLÁSTICO), ANESTESIOLOGISTAS E MEDICINA ESTÉTICA – Voltado para os segurados que atuam com intervenções no corpo do paciente, ou seja, em que é necessário anestesiar, abrir, tratar e fechar tecidos. Para fins de aceitação do seguro, suturas, punções, biópsias, endoscopia e procedimentos de menor complexidade NÃO são considerados cirurgia. Considera-se como medicina estética os procedimentos que visam à melhoria da qualidade de vida ou padrão de beleza por técnicas e procedimentos que não utilizem anestesia geral e que são realizados em consultórios ou ambulatórios.

♦ OBSTETRA – Voltado para os segurados que realizam procedimentos relacionados a gestação, principalmente que envolvem partos. Ginecologistas que não fazem procedimentos obstétricos não precisam optar pela categoria de Obstetra.

♦ CIRURGIÃO PLÁSTICO – Esta categoria é voltada para os profissionais que atuam com procedimentos de estética ou reparação que envolvam cirurgias, incluindo, mas não limitado a, próteses, lipoaspiração, braquioplatias e similares.

Ou se preferir, preencha o formulário abaixo para entrarmos em contato rapidamente com você.